Teias de Aranha Hipnóticas

Cada conceito que aceitamos como a verdade, rouba-nos a liberdade e a sabedoria da aventura criadora de cada momento.

Nos enleios de cada conceito vivem os limites e a separação entre ti e o que é. Separas-te para teres a ilusão de que existes, num espaço e num tempo onde a realidade se define, para ti, naquele momento.

Sem consciência de ti, procuras num vazio onde os conceitos reinam criar uma realidade que te dê a sensação de existência.

Read more

Além ou Aqui?

Na ilusão do tempo, dividido entre passado e futuro, pensamos que existe algum “lugar” no além deste momento, que nos espera para sermos ou vivermos os desejos.

Se o tempo for a ilusão de uma linha contínua que corre num só sentido, quantos dias, meses e anos terás de esperar para que o que já ocorreu se manifeste nessa ilusão?

E se esse “lugar” no futuro não existir nesse contínuo de tempo, mas, sim, Agora, num momento de permissão incondicional?

Sou livre de não ser livre

Serei livre sem saber?bird-cage-door-open-escape-photo-your-design-93980618 Serei escravo numa gaiola de porta aberta?

Duas perguntas que revolvem o silencio da noite, como que brincando na tela da minha mente, desafiando, confundindo, abalando o sentir do que eu penso ser o que é, Mas será? Que certezas tenho que me mantêm na gaiola, tornando-as pilares de verdades que não só existem para mim… mas para mais uma mão cheia de pessoas…

O que farei com os meus amigos, inimigos,  conhecidos ou desconhecidos e os demais se sair da gaiola que conheço? Estarei perdida de tudo e todos? Será essa a verdadeira Liberdade? Gosto de pensar que na gaiola sou livre porque ela me protege. Será? Dentro da gaiola eu sou a personagem que se tornou “eu”.  Como poderei viver sem esse “eu”?

maltretirane-na-zeni_09

Que liberdade é essa? Serei feliz na liberdade que me condiciona e limita e dita o que posso ou não ser, fazer ou sentir… ? Mas sabe bem … porque sempre foi assim… não é mesmo? Liberdade dentro e fora da gaiola serão duas experiências opostas … ?

Estranho …! Que pergunta mais desafiadora! Pode a mesma palavra viver em mundos opostos e ter vida e significado completamente diferentes? Será que a linguagem dentro da gaiola só existe dentro dela? Ou existe uma linguagem que serve dois mundos de forma diferente e nunca percebemos isso? O que mudaria se isso fosse verdade?

eu-quero-ficar-em-minha-gaiola-90956506Como falaria com as pessoas, como julgaria o que se passa à minha volta, que experiência teria dentro e fora da gaiola? Será que a gaiola não passa de uma grelha de significados criados pela mente humana, apropriados para  nos dar uma experiência específica? Que interessante perspetiva!

Não, isso não deve ser assim … sempre achei que a verdade é a Verdade! Não posso imaginar um mundo todo condicionado a significados inventados! Não, seria um desastre! Uauh! Espero que tudo isto seja, um delírio, uma fantasia, criada na minha insónia, para me entreter… assim as horas vão passando, até o sono retornar …! Claro! Só pode ser! Ah! já sinto alívio! Por momentos levei esta possibilidade a sério!

105817205Mas as perguntas continuam … e o sono não chega …! Se o que eu penso não for o que acredito que seja, quantos pensamentos diferentes poderei ter sobre uma mesma coisa? Bom … muitos, talvez. Qual será o verdadeiro? Para quem? Do que depende para ser verdadeiro? Se um mesmo pensamento, uma mesma história for lida pela minha mente com novos significados para as palavras e conceitos que a constroem … como será?

Será que o sono nunca mais chega? Estou a ficar meio louca … é melhor deixar de pensar nisto … fecho os olhos e espero que o sono se anuncie … mas nada acontece! Bolas! As perguntas continuam … que teimosia! Não quero mais este filme a passar pela minha mente … que loucura!

vPNGEw9V

“E se … ” não se cala …! Continua a insinuar possibilidades que eu não quero ver… a inquietação aumenta. O que faço com esta insónia? Tomo um comprimido? Mas, uma outra pergunta torna-se mais consciente ” De que tens medo?” Eu?  Não tenho medo! E se o medo for o patrono da gaiola, da realidade onde estás aprisionada? Será que chamas outros nomes ao medo, pelo medo que tens dele? Assim salvaguardas a tua realidade e, voluntariamente, te entregas e desistes de ti, daquela que és, fora dessa gaiola …

Que pensamentos estranhos … de onde vêm? O silencio não respondeu … mas a dúvida ficou. O sono venceu-me, por fim.

5ac73652fc23b33d008b48aa-750-563

Acordei, o sol estava radiante, o mundo parecia igual, mas eu tinha a dúvida em mim. Ela acendeu uma fogueira cá dentro e nunca mais será a mesma coisa. “E se …” instalou-se e, a partir de então, inicia todas as minhas frases  e pensamentos. Os sentimentos, emoções e avaliações deixaram de ser preto ou branco. São mais bolas de sabão  ou, talvez, balões,,, e não grades da gaiola.

O que mais há para além disto?

creed

E Se a perspetiva de mim e do mundo nunca mais for livre para me manter em cativeiro de uma só mentalidade?

what-if

 

 

 

 

 

 

Consciência e Milagres

Consciência e Milagres

Como seria se o mundo fosse um lugar mais consciente?

Será que a devastação, as guerras e dificuldades que existem, hoje, continuariam a existir?

Diante da consciência, essas coisas não podem existir.

Qual será a nossa próxima estação no percurso evolutivo da

humanidade? Depois de tanto avanço tecnológico, quanto podemos nós avançar no domínio da consciência humana?

Será que as soluções que todos procuramos poderão estar, algures,numa caixinha mágica da mesma mentalidade?

Read more